COMO DAR UM PLAY EM SEU PROPÓSITO – PARTE 2

“É hora de mudar de atividades e experiências, para o significado dessas experiências” – Dave Ulrich.

O primeiro passo para colocar o propósito como impulsionador do sucesso é mudar o nosso modelo mental de “o que/como/por que” para “por que/o que/como”. Ao colocar “por que” em primeiro lugar, nosso impacto nas pessoas e no ambiente onde vivemos é muito maior e cria mais valor para todos.

Nas minhas experiências recentes com Coaching e Consultoria de Gestão, noto grande dificuldade das pessoas em responder a pergunta: “por que você, ou a sua organização, existe?”.

Para as pessoas, a resposta mais comum é: para ser feliz. Para as organizações, a resposta mais comum é: para dar lucro.

As respostas nem erradas estão, mas felicidade e lucro são resultados (o que), não finalidade (por que)! Uma dica legal é que a resposta a qualquer “por que” (separado), deve começar com “porque” (junto). Essa língua portuguesa…

Bem, no artigo de Davi Ulrich (https://goo.gl/YL2rJM), ele apresenta sete “domínios” para o significado ou propósito que podem ajudar a servir e criar experiências significativas:

1. Identidade: o significado ocorre porque você se identifica com uma atividade. Exemplo: o cargo em uma empresa.

2. Propósito: o significado ocorre quando os seus valores pessoais são capturados em uma atividade. Exemplo:
trabalhar para uma empresa socialmente responsável.

3. Relacionamentos ou comunidade: o significado é encontrado em pertencer a um grupo. Exemplo: uma equipe de
alta performance.

4. Ambiente de trabalho sustentável: o significado vem de ideias institucionalizadas, produtos ou serviços que
sobrevivem a qualquer indivíduo.

5. Aprendizagem ou crescimento: o significado segue a aquisição de uma nova visão, ideia ou emoção. Por exemplo:
a capacidade de criar algo novo no trabalho.

6. Resolvendo desafios de interesse: o significado vem de criar uma linha de visão de valores pessoais para o cotidiano e
para resolver os problemas que importam.

7. Deleite: o significado vem de encontrar prazer, apreciação, alegria, civilidade, brincadeira, humor e gratidão nas
atividades diárias.

Para Dave Ulrich, experimentar essas sete áreas nas decisões pessoais e organizacionais “pode ajudar a identificar e capturar o significado”.

Como podemos ajudar você e/ou sua organização a definir o seu propósito?