INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: O QUE É?

Muito se fala sobre Inteligência Emocional, mas poucos profissionais sabem com um pouco mais de profundidade o que é, quais os impactos positivos da IE na liderança e gestão e como a falta de IE afeta os relacionamentos, os resultados, a autoestima e a afirmação de si mesmo.

É muito comum nos depararmos com comentários do tipo “ele ou ela não tem inteligência emocional!”, sobre qualquer comportamento que consideremos inadequado ao contexto ou às nossas expectativas em relação ao outro.

Vamos então conhecer um pouco melhor a IE, sem a intenção de esgotar o tema, mas proporcionando a você um pouco mais de conhecimento.

“Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

O interesse da mídia foi despertado pelo livro “Inteligência emocional”, de Daniel Goleman, em 1995.

No mesmo ano, na capa da edição de Outubro, a revista Time perguntava ao leitor – “Qual é o seu QE?” – apresentando um importante artigo assinado por Nancy Gibbs sobre o livro de Goleman e despertando o interesse da mídia sobre o tema.

A partir de então, os artigos sobre inteligência emocional começaram a aparecer com frequência cada vez maior por meio de uma ampla gama de entidades acadêmicas e de periódicos populares.” Fonte: Wikipedia

Você pode acessar facilmente na internet vários testes para medir sua IE, ou mesmo como anexo de livros sobre o tema.

Após obter os resultados, veja como está sua IE a partir do entendimento dos conceitos e como você pode desenvolver e/ou aprimorar o uso dessa ferramenta poderosa para a liderança.

Para aprender melhor sobre a IE é necessário um breve entendimento de como funciona a trajetória das emoções e comportamentos no cérebro humano:

• A trajetória física da inteligência emocional começa no cérebro, na medula espinhal.

• Os sentidos primários entram por aí e devem viajar até a parte frontal do nosso cérebro antes de podermos pensar racionalmente sobre nossa experiência.

• Mas primeiro eles passam pelo sistema límbico, onde as emoções são sentidas.

• A inteligência emocional requer uma boa comunicação entre o cérebro racional e o centro emocional do cérebro.

A trajetória da inteligência emocional pode ser representada pelo seguinte processo:

Estímulo (input) > Emoção > Filtro > Interpretação > Comportamento (output).

Como anda a administração das suas emoções?

Quais os impactos de uma IE mais ou menos desenvolvida têm causado na sua liderança?

Gostaria muito de contar com suas experiências nesse sentido!