LONGLIFE LEARNING

“Todos nós, sem exceção, seremos eternos novatos no futuro, humildemente tentando acompanhar os avanços.

Há razões para acreditar nisso.

Para começar, a maioria das importantes tecnologias que dominarão nossa vida daqui a 30 anos ainda não foi inventada, de modo que você será, de fato, um novato nelas.

Em segundo lugar, como a nova tecnologia vai necessitar de upgrades intermináveis, você continuará a ter status de novato mesmo depois de conhecê-la.

Em terceiro lugar, como o ciclo da obsolescência se acelera (o tempo médio de vida de um app de celular é de apenas 30 dias!), você não terá tempo de dominar qualquer coisa antes de ela ser substituída, de modo que permanecerá no modo novato para sempre.

Eterno Novato é o novo padrão para nós, independente de idade ou experiência.”

Do livro “Inevitável” de Kevin Kelly.

Na medida em que somos eternos novatos é preciso ter agilidade de aprendizado.

Fui buscar algumas referências importantes e compartilho com você 4 competências para desenvolver sua “agilidade de aprendizado”:

1. Busca

Disposição para imergir em situações novas e desafiadoras que ampliam e expandem as suas experiências, aproveitando oportunidades para aprender coisas novas.
Toda nova experiência deve ser encarada como uma oportunidade de aprendizado e crescimento, então aventure-se fora de sua zona de conforto, valorize mais a experiência do que o resultado e mergulhe de cabeça!

2. Reflexão

Processo ativo de curiosidade e experimentação para adquirir conhecimento e perspectiva.

Enfrentar novas situações é como viajar a um novo destino, então deixe tudo o que você sabe para trás, seja aventureiro e prepare-se para se perder!
 
3. Internalização

Buscar feedback e reflexão para incorporar lições importantes.

Aprender é um processo contínuo, não um evento único, então adote uma abordagem de “nunca fiz antes” para aprender com as experiências.

Atualize continuamente a sua compreensão sobre os próprios pontos positivos e negativos e lute para cometer muitos erros, mas não o mesmo erro duas vezes.

4. Aplicação

Acessar princípios e regras de ouro adquiridos em experiências anteriores e utilizá-los para navegar por situações novas e desafiadoras.

Limites são fluidos e flexíveis, e não finitos e categóricos, então procure continuamente por possibilidades (“E se…?”; “Como poderíamos…?”; “Sim, e…”), olhe para as coisas em termos relevantes e foque no progresso contínuo, em vez de apenas atingir metas.

Essa Agilidade pode ser aprendida por qualquer pessoa e configura-se como uma habilidade “para a vida”, uma vez que pode nos beneficiar em todos os aspectos do nosso dia a dia e, em parte, é um produto de nossas experiências.

Essa Agilidade deve ser considerada como um músculo. Quanto mais você exercita, mais forte fica!

Que tal compartilhar alguma experiência recente de aprendizado ágil? Adoraria contar com seus comentários!