Você sabe a diferença entre desempenho e potencial?

Será que um bom desempenho ao longo dos diversos ciclos do profissional é suficiente para que ele possa progredir na carreira?

Será que o conjunto de competências demonstradas ao longo de um período é suficiente para garantir que temos ali um potencial presente e preparado para novos desafios?

A resposta às questões é bastante simples: potencial é resultado de uma análise onde devemos considerar os resultados atingidos (o que) e as competências demonstradas (como).

Desempenho é o que você faz.

Potencial é o que você poderia fazer.

Potencial tem a ver com a capacidade do profissional para exercer, no futuro, desafios de maior complexidade. Abrange essencialmente as competências das posições do nível acima do atual, levando em conta os resultados alcançados, as expectativas (individuais e organizacionais) e os desafios futuros.

Potencial envolve a complexidade das funções ao longo da construção da carreira, a capacidade do indivíduo de desenvolver as novas competências requeridas e o tempo.

A dimensão tempo tem duas variáveis: tempo previsto para enfrentar os novos desafios e tempo necessário para desenvolver novas competências. Claro, é necessário que não haja um gap significativo entre as variáveis.

Perguntas para descobrir potencial

O Colaborador…

  1. consegue prever o impacto de suas ações no longo prazo?
  2. assimila novas tarefas e conceitos rapidamente?
  3. ao articular soluções considera o problema de forma sistêmica?
  4. responde e inicia mudanças rapidamente?
  5. inspira outros e é orientado para resultados?
  6. É importante refletir sobre a resposta motivacional dos profissionais, frente a complexidade da função, os níveis de capacitação e o tempo.

E você, como tem avaliado o seu próprio potencial e/ou da sua equipe?